Casais S. Tomás

CASAL CRISTÃO

  • Repousa sobre uma realidade humana: no dom livre, total, definitivo e fecundo do amor que, pelo Matrimónio, um homem e uma mulher se dão mutuamente. Esta realidade humana torna-se, em Cristo, um Sacramento, isto é, um sinal que demonstra o amor de Deus pela humanidade, o amor de Cristo pela Igreja, e torna os cônjuges participantes desse Sacramento.
  • Vocação a que somos chamados: discernir os caminhos que como casal e família, somos chamados a viver.


A que somos chamados?

  • «Vem e segue-me»; é o apelo que Cristo dirige a cada um de nós, a cada casal, convidando-nos sempre mais ao seu amor de modo a testemunhar esse amor onde quer que seja.
  • O casal deve colocar o seu amor ao serviço do Reino de Deus.
  • Fazer discernimento sobre o nosso estado de vida é essencial, quer para nós mesmos, quer para os que connosco partilham a vida – Ser mais com o outro


O que nos anima?

  • Saber que somos humanos mas é Deus quem nos reúne, sabermos que este espaço é um ponto de chegada e de partida, que fortalece a nossa fé e o nosso testemunho.

OBJECTIVOS

  • Procurar ser um casal à luz da fé.
  • Crescer como casal.
  • Criar mecanismos que nos ajudem a viver apaixonados para sempre.
  • Ajudar os filhos a crescer integralmente.
  • Crescer na confiança do outro.
  • Crescer juntos na fé.
  • Crescer no amor em coisas muito práticas e simples.
  • Aprender a lidar com as famílias.
  • Buscar a Deus em família.
  • Discutir as inquietações morais e outras para podermos testemunhar a fé no meio da sociedade.

Estrutura dos encontros

  1. Oração inicial
  2. Apresentação do desafio/tema do encontro
  3. Orientadores lançam pistas
  4. Entrega-se o material para reflexão individual
  5. Reflexão
  6. Partilha/Plenário
  7. Balanço final – Orientadores
  8. Lançar o “CONHECER E REZAR” para o próximo encontro, o que levaremos para rezar, pensar, meditar até ao próximo encontro
  9. Oração final