Baptismo

Baptismo

O Baptismo é o primeiro dos Sacramentos. Por ser um acontecimento importante na nossa vida de cristãos – com o Baptismo tornamo-nos filhos de Deus e passamos a fazer parte da  Igreja de Cristo – importa preparar esta festa com o maior cuidado e dedicação, vivendo este momento, com a consciência de que se trata de uma oportunidade privilegiada de encontro com Deus.

 

Como preparar e participar no Baptismo?

Para preparar o Baptismo do vosso filho, devem, antes de mais, e com a antecedência necessária, dirigir-se ao Cartório Paroquial para tratar das questões burocráticas e marcar a data da celebração. Nessa altura receberão o pedido oficial de Baptismo que deverão preencher e entregar. Poderão também encontrá-lo aqui para download.

Regra geral, o Baptismo deve ser celebrado na Paróquia de residência. Quando se pretende que a cerimónia ocorra noutra Paróquia, é preciso obter uma atestação de “Transferência” da Cúria Diocesana. Este pedido de «transferência» faz-se na Paróquia de Residência.

A criança deve ter menos de seis anos de idade. Jovens e adultos fazem a sua preparação para o Baptismo, integrados num grupo de jovens e na catequese de adultos, respectivamente. Neste sentido, a Paróquia tem catequistas que formam e acompanham os catecúmenos jovens e adultos, para que, depois de um tempo adequado de preparação e caminhada, estes recebam os Sacramentos de Iniciação Cristã.

Normalmente, na Paróquia de São Tomás de Aquino, os baptismos realizam-se aos domingos.

 

Padrinhos

Os padrinhos são responsáveis, perante a Igreja, pela garantia da educação cristã do novo baptizando. Importa que a sua escolha não se baseie apenas na relação afectiva com os pais e a criança: principalmente deve ser ponderada a sua idoneidade como cristãos, uma vez que o padrinho deverá ser o garante da fé do seu afilhado e, por isso mesmo, é chamado a dar o seu testemunho cristão junto dele.

A respeito dos Padrinhos, e atendendo à sua missão, recordamos aqui o que diz o Código do Direito Canónico:

- Cân. 873: “Haja um só padrinho ou uma só madrinha, ou então um padrinho e uma madrinha”.

- Cân. 874: “1-Para alguém poder assumir o múnus de padrinho requer-se que: 1º seja designado pelo próprio baptizando ou pelos pais ou por quem faz as vezes destes ou, na falta deles, pelo pároco ou ministro, e possua aptidão e intenção de desempenhar este múnus; 2º tenha completado dezasseis anos de idade, a não ser que outra idade tenha sido determinada pelo Bispo diocesano, ou ao pároco ou ao ministro por justa causa pareça dever admitir-se excepção; 3º seja católico, confirmado e já tenha recebido a santíssima Eucaristia, e leve uma vida consentânea com a fé e o múnus que vai desempenhar; 4º não esteja abrangido por nenhuma pena canónica legitimamente aplicada ou declarada; 5º não seja o pai ou a mãe do baptizando.

 

Se estes residirem noutra Comunidade Paroquial, devem solicitar ao seu Pároco um documento comprovativo de idoneidade para serem padrinhos, segundo a doutrina da Igreja.

 

Preparação

O Baptismo é muitas vezes vivido como uma festa da família: celebra o nascimento de um bebé, é um acontecimento que reúne as pessoas da família e os amigos. Mas não se esgota aí. É acima de tudo uma celebração eclesial que nos faz entrar na comunidade cristã, na Igreja. Esta celebração tem um significado espiritual e evangélico duma grande riqueza – o Baptismo une-nos a Cristo, faz-nos participar da Sua morte e ressurreição e purifica-nos do pecado. Dá-nos o Espírito Santo que traz o Amor aos nossos corações, torna-nos plenamente filhos de Deus e faz-nos assim entrar na família de Deus que é Pai, Filho e Espírito Santo.

Mais do que estarmos preocupados com a “festa”,  é pois importante preparar a família para celebrar um sacramento. Vivê-lo espiritualmente. Esta reunião realiza-se com o objectivo de vos preparar para a celebração, para reflectirem no sentido do vosso pedido e no compromisso que sois chamados a realizar na celebração deste sacramento.

É obrigatória a participação dos pais e padrinhos na reunião de preparação. Esta poderá também ser feita noutra paróquia, devendo nesse caso os pais ou padrinhos obter localmente uma declaração de participação que ficará anexa ao processo.

Em São Tomás de Aquino as reuniões de preparação realizam-se geralmente na primeira quinta-feira de cada mês,  às 21h15, com exceção do mês de agosto.

 

 

Questões práticas

A celebração do Baptismo poderá ser presidida por qualquer dos ministros ordenados ao serviço da Paróquia (diáconos ou sacerdotes); outros ministros ordenados poderão igualmente ser escolhidos, com autorização prévia do pároco.

Quanto a custos, o sacramento do baptismo é gratuito, mas não deixe de contribuir voluntariamente para os gastos da Igreja, que vive da caridade de todos.